Lady Gaga, Selena Gomez e Lizzo amplificam as vozes negras emprestando seus instagramas para organizações

Frazer Harrison / Getty Images Entertainment / Getty Images

O clamor após a morte de George Floyd e uma longa história de assassinatos de negros americanos pela polícia gerou uma onda de conversas há muito aguardadas sobre raça, muitas das quais ocorrendo nas redes sociais. Aqueles cujos seguidores ultrapassam seis, sete, oito figuras são confrontados com uma grande responsabilidade de falar e falar agora - quanto maior a plataforma, mais alta a voz. Então, celebridades como Selena Gomez, Lizzo e Lady Gaga está emprestando seus Instagrams para organizações negras.

“Tenho lutado para saber as coisas certas a dizer para divulgar este importante momento da história”, escreveu Gomez em uma legenda do Instagram na quinta-feira. 'Depois de pensar sobre a melhor forma de usar minha mídia social, decidi que todos nós precisamos ouvir mais das vozes negras. Nos próximos dias, estarei destacando líderes influentes e dando a eles a chance de assumir meu Instagram para que possam falar diretamente com todos nós. '

Na sexta-feira, Gomez passou o microfone para a ativista dos direitos civis, Black Futures Lab Principal e co-fundadora do Black Lives Matter, Alicia Garza, que fez sua entrada na plataforma da cantora por meio de um vídeo de quatro minutos.



A ideia de Gomez foi repetida por Lizzo, Lady Gaga e Shawn Mendes, que têm 8,8 milhões, 42,1 milhões e 56 milhões de seguidores no Instagram. Só Gomez tem 179 milhões.

Lizzo começou hospedando um Instagram Live with Black Visions Collective na sexta-feira. Na mesma linha, Gaga, que publicou uma nota de três páginas quando os protestos começaram no início da semana, prometeu entregar seu Instagram para as organizações para as quais ela doou (entre elas Campaign Zero, Marsha P. Johnson Institute, NAACP Legal Defense Fund, e Black Lives Matter e Black Futures Lab de Garza).

“DEVEMOS mostrar nosso amor pela comunidade negra”, disse Lady Gaga em sua declaração anterior. - Como mulher branca e privilegiada, juro que mantenho isso. Não temos, como comunidade privilegiada, feito o suficiente para lutar contra o racismo e lutar por aquelas pessoas que estão sendo mortas por ele. '

Sintonize suas plataformas - @Selena Gomez, @lizzobeeating, @Lady Gaga, e @shawnmendes - para futuras vidas no Instagram e aquisições de ativistas e organizações negras.